Antes de qualquer transação de exportação, certificar se todas as licenças ou autorizações estão em ordem.

A Costa Negócios deverá cumprir com todos os controles de exportação, com as diretrizes econômicas a que o Brasil se vincula ou submete e com as leis alfandegárias que regulam a transferência de bens e tecnologia entre fronteiras.

É imprescindível averiguar se algum dos nossos empregados e colaboradores, envolvidos na negociação das exportações de bens ou serviços, está respondendo a processos de crime de corrupção ativa em transação comercial internacional ou foi condenado por crime contra a administração pública estrangeira.

Considera-se, ainda, condição sine qua non para a atuação da Costa Negócios em âmbito internacional o cumprimento das leis, regulamentos e políticas anticorrupção estabelecidos pelas legislações brasileira e dos países com os quais mantemos relações comerciais. Tal observância implica, por extensão, no cumprimento das determinações e recomendações de integridade implantadas em órgãos e entidades nacionais e estrangeiras.

A atuação ética da Costa Negócios não permite a realização de negócios com pessoas ou empresas identificadas em listas de partes restritas pelos Governos nacional e estrangeiro.